Conheça os piores alimentos para as crianças

Refeições nutritivas e saborosas devem ser prioridade em todas as fases da vida, especialmente na infância. Por isso, é preciso estar atento na hora de montar os pratos das crianças, seja em casa, na escola ou nos passeios e viagens, para garantir que os pequenos tenha uma alimentação saudável. 

Mas, a correria do dia a dia, aliada à praticidade de alguns produtos prontos industrializados, podem dar espaço a alimentos considerados ruins para o cardápio infantil. 

Assim, comidas gordurosas, açucaradas e cheias de corantes e outros ingredientes artificiais podem ser gatilho de problemas de saúde graves, como obesidade e colesterol.

Com pouco ou nenhum valor nutricional, itens como salsicha, refrigerantes e salgadinhos prejudicam a saúde a curto e longo prazo. Portanto, não devem fazer parte do menu infantil. 

Pensando nisso, a nutricionista Bel Fagundes, de São Paulo, especialista em nutrição materno-infantil, conta quais os piores alimentos para crianças e como eles são prejudiciais nos primeiros anos de vida.

Salsicha

Feita de carnes processadas, a salsicha não tem valor nutricional. “Com uma série de corantes, conservantes, alto em sódio, gorduras e nitrato (altamente cancerígeno), o alimento não é nada saudável para nenhum ser humano, muito menos para uma criança”, explica a nutricionista. 

Nuggets

Esse alimento é rico em sódio, espessantes, nitrato e gordura, além de ser oferecido como uma fritura. “Porém, conseguimos substitui a versão industrializada por opções caseiras cheias de sabor e nutritivas para as crianças”, indica Bel Fagundes. 

Leia também: Como fazer seu filho ter uma alimentação mais saudável

Refrigerante

A bebida está na lista de piores alimentos para as crianças por contém alto teor de açúcar e sódio, que podem levar à obesidade e a problemas cardíacos, além de cáries nos dentes. Também é composta por corantes, que podem sobrecarregar os rins. Da mesma maneira, as versões diet, light e zero de refrigerantes são especialmente prejudiciais devido à presença de adoçantes.

Salgadinho

Segundo a especialista, os salgadinhos são cheios de sódio, corantes, gordura e conservantes. “Portanto, seu consumo está relacionado com o aumento da obesidade, colesterol e outras síndromes metabólicas”. 

Macarrão instantâneo

O tempero do macarrão instantâneo é altíssimo em sódio (contém mais de 70% da necessidade de sódio que uma criança precisa). Da mesma forma, o macarrão também não é saudável. “Ele é pobre em nutrientes e rico em gorduras. Mas, com alguns minutinhos a mais se consegue fazer um macarrão integral, que é bem mais saudável”, propõe a nutricionista.

Bolacha recheada

As bolachas são ricas em sódio, ingredientes transgênicos, conservantes e corantes, além de gordura. “Por isso, prefira sempre as opções feitas em casa, com ingredientes saudáveis, como aveia e farinha de trigo integral”.  

Cereal

Cheios de açúcares e conservantes os cereais são feitos, em sua maioria, com milho transgênico. Assim, podendo levar a obesidade e diabetes.

Fonte: Bel Fagundes, nutricionista materno-infantil de São Paulo, SP

Conheça também: Programa Mamãe +leve

Sobre o autor

Amanda Figueiredo
Amanda Figueiredo
Jornalista, editora sênior de nutrição, saúde e bem-estar.