Alergia ao ovo: Conheça os sintomas e como identificar

A alergia ao ovo não é incomum e acontece quando o sistema imunológico identifica o alimento como um corpo estranho, especialmente por causa da clara (a parte branca) devido à presença de proteínas alergênicas. Assim, resulta em uma reação alérgica, com efeitos colaterais que podem variar.

Apesar da clara ser mais comumente a causa da reação, a gema, grande fonte de zinco e outros minerais, também pode causar o mesmo problema.

A princípio, o ovo é conhecido por sua abundância em proteínas, diversas vitaminas (principalmente as do complexo B) e ômega-3, ácido graxo importante para a saúde do coração. Porém, devido às reações alérgicas que ele pode provocar, algumas pessoas precisam deixar de consumí-lo.

As reações alérgicas não se restringem ao ovo de galinha e também podem ser causadas pelo ovo de codorna, de pata, de ganso, bem como de peru.

Como é feito o diagnóstico

Perdendo apenas para o leite de vaca, o ovo é o alimento que mais causa alergia durante a infância. Por isso, o diagnóstico costuma acontecer logo nos primeiros meses de vida, entre os 6 e os 12 meses de idade. Entretanto, a alergia pode desaparecer naturalmente durante a adolescência sem que haja a necessidade de um tratamento específico.

Para maior segurança, o teste que diagnostica a alergia deve ser feita no hospital. É chamado de teste de provocação: ingere-se um pedaço do alimento e o médico observará a ocorrência (ou não) dos sintomas típicos da reação alérgica. O teste cutâneo e a verificação da presença de anticorpos no organismo também são possíveis formas de diagnosticar essa alergia.

Leia mais: Ovo cru é saudável e seguro?

Principais sintomas de alergia ao ovo

Não necessariamente todos os sintomas serão apresentados, mas alguns dos sintomas mais comuns são:

  • Coceira e vermelhidão na pele
  • Náusea, vômito e dor de estômago
  • Coriza (inflamação da mucosa nasal)
  • Dificuldade na respiração
  • Tosse seca e chiado ao respirar

Ainda, os sintomas não são somente decorrentes da ingestão do alimento, mas também podem ser causados pelo simples contato do mesmo com a pele ou da inalação.

Leia também: Comer ovo todo dia é saudável?

Por isso, é importante sempre checar o rótulo dos alimentos, pois é possível que eles contenham ovo e você nem saiba. Felizmente, o ovo pode ser substituído mesmo em receitas em que ele parece ser essencial e insubstituível, como bolos, pães, massas, biscoitos, carnes empanadas e até mesmo a receita da maionese pode ser adaptada para os alérgicos.

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo