Ágar-Ágar: benefícios e como consumir

Também conhecido como o substituto vegano da gelatina, o ágar-ágar ganha cada vez mais popularidade. Mas, afinal, o que é essa substância tão querida por tantos?

Propriedades e origem do consumo

Também conhecido somente como ágar ou agarose, a substância é extraída de algas marinhas vermelhas. Estima-se que o início do seu consumo date de 1650, no Japão. Originalmente, era chamada de kanten.

O ágar-ágar é um espessante, ou seja, é usado para aumentar a viscosidade de líquidos. Quando fervido com água, forma-se a gelatina vegana. A substância é insolúvel em água fria. Rica em nutrientes, é extremamente benéfica para a saúde.

Benefícios do Ágar-Ágar

Riquíssimo em diversos nutrientes, é fonte de fibras, contém sais minerais como o ferro e o potássio, e proteínas. 

Ação detox e emagrecimento

Age como detox devido a sua composição fibrosa. Melhora o funcionamento intestinal e, consequentemente, ajuda no controle de peso.

Vale ressaltar que o ágar-ágar sozinho não promove o emagrecimento, mas pode ser um ótimo aliado para quem tiver esse objetivo. O ágar triplica em volume quando ingerido, assim, proporciona sensação de saciedade.

E tem mais: ajuda também no controle das taxas de açúcar e de colesterol no sangue.

Mantém a pele saudável e bonita

Favorece a saúde da pele por ser rico em colágeno. Ainda, é rico em vitamina A, necessária para manter a integridade e função das células da pele e das mucosas. A ação antioxidante da vitamina ajuda também a evitar doenças de pele.

Previne anemia

Apenas 25g de ágar (aproximadamente 85 calorias) contém 33% da quantidade diária de ferro que um ser humano necessita, ajudando a prevenir deficiência desse mineral no sangue.

Leia também: Vegano e vegetariano: Qual a diferença?

Como consumir Ágar-Ágar

O ágar-ágar é geralmente consumido como uma gelatina. Porém, engana-se quem acha que essa é a única maneira. Por não derreter em temperaturas ambientes, ele pode ser consumido como um tablete.

O modo de preparo é muito fácil e, assim como em sua forma gelatinosa, pode ser feito em casa. O melhor: leva apenas cerca de 20 minutos para que a gelatina fique pronta (solidificada) uma vez que a substância estiver em contato com o líquido fervente.

Contraindicações

Via de regra, não há contraindicações em relação à ingestão. Porém, por ser altamente fibroso, recomenda-se que a ingestão de água não seja negligenciada. É importante se hidratar, para que as fibras não acabem por ter um efeito reverso e provoquem constipação.

Felizmente, a agarose tem baixo potencial alergênico, ou seja, dificilmente causará alergia em alguém. Porém, ao introduzi-lo a sua dieta, é sempre recomendável consultar um nutricionista antes.

Vale a pena abandonar a gelatina convencional e usar ágar-ágar?

Sim. O ágar-ágar é origem 100% vegetal e natural. Diferentemente da gelatina convencional, que é de origem animal, o ágar não possui corantes, conservantes e nem açúcar.

Muita gente acredita que a gelatina é útil para fortalecer pele, unhas e cabelos, graças ao colágeno presente em sua fórmula. Porém, a versão artificial, essa que encontramos nos supermercados, na verdade, apresenta muito mais prejuízos à saúde do que benefícios. 

Especialistas torcem o nariz para a gelatina comum por ela conter muito açúcar, corantes e aromatizantes, além de outros ingredientes artificiais que podem desencadear alergias e irritações no estômago, entre outros problemas.

Leia mais: Gelatina é saudável? Especialistas esclarecem

Desafio 7kgs em 6 semanas!

Chegue no verão com o corpo que você quiser!